quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

EU VOLTEI

Depois de um longo e tenebroso inverno (ou, inferno), ei-me de volta para combater - como inimigo intransigente das mazelas do processo penal - o dito direito de defesa. Aliás, defesa é direito de inocentes e não de culpados. Estes, não merecem essa regalia.